Novidade! Conheça nossa Plataforma de Cursos Online Acessar

Conheça 7 vantagens do cloud computing na área da saúde

7 vantagens do cloud computing na saúde

O cloud computing na saúde é uma ferramenta em plena ascensão. De acordo com o último levantamento da Markets and Markets, uma consultoria especializada em pesquisas de mercado, o segmento de computação em nuvem na área da saúde deve crescer de US$ 28,1 bilhões em 2020 para US$ 64,7 bilhões em 2025.

A consultoria avalia que esse crescimento de 130% em 5 anos pode ser atribuído a fatores como a atualização tecnológica no setor de saúde e a busca por soluções que possam melhorar o processo de atendimento.

De fato, essas expectativas já estão se cumprindo no Brasil. À medida em que hospitais, clínicas e consultórios vivenciam os benefícios do cloud computing na saúde, o aprimoramento dos resultados fica mais e mais evidente. Confira 7 vantagens da computação em nuvem para a área da saúde:

  1. Mantém os sistemas e as informações acessíveis com mais facilidade

Ao hospedar toda a infraestrutura de TI na nuvem, hospitais e clínicas ganham mais agilidade para consultar informações como prontuários eletrônicos e outros tipos de arquivos essenciais ao atendimento.

Com o cloud computing na saúde, todos esses dados podem ser fácil e rapidamente acessados por qualquer dispositivo autorizado e conectado à internet. Assim, mesmo em atendimentos remotos, tanto os profissionais de saúde como os próprios pacientes ganham mais tempo

  1. Ajuda a direcionar o foco e abre as portas para a inovação

Sem o serviço de computação em nuvem, é muito comum que as equipes de TI passem maior parte de seu tempo nas empresas resolvendo problemas e apagando “pequenos incêndios”.

É claro que imprevistos e situações inesperadas podem ocorrer em qualquer lugar, mas com o cloud computing na saúde, os problemas relacionados ao acesso a dados e processos do dia a dia são minimizados.

Dessa forma, os profissionais de tecnologia podem dedicar seu tempo a desenvolver novas ferramentas e soluções mais inovadoras, alimentando um ciclo de vantagens para todos os envolvidos.

  1. Agrega ética e privacidade à relação entre médicos e pacientes

Alguns leigos tendem a ver o cloud computing na saúde com desconfiança por acharem que os dados online estão mais sujeitos a perdas, vazamentos e até ataques cibernéticos. Como as informações sobre a saúde de alguém são altamente sigilosas, a preocupação é legítima, mas a computação em nuvem também cumpre todos os protocolos de segurança nesse sentido.

Com criptografia, blindagem de alto nível e outros métodos de proteção, as informações de pacientes estão muito mais seguras no cloud computing.

IA pode auxiliar pacientes na área da saúde

  1. Impede falhas e paralisações nas rotinas diárias

Esqueça o programa que trava toda hora, o software cheio de falhas de carregamento e os sistemas que ficam sobrecarregados nos momentos mais importantes do dia.

Na área da saúde, não há margem de tolerância para esses tipos de problemas e a computação em nuvem funciona perfeitamente para ambientes críticos como hospitais e clínicas médicas.

Essa ferramenta aumenta a disponibilidade de tudo que é imprescindível para a execução dos processos por meio de vários servidores trabalhando simultaneamente e backups auxiliares.

  1. Permite o equilíbrio entre a demanda e a capacidade de armazenamento

Os profissionais de saúde precisam ter acesso rápido a grandes volumes de dados. Resultados de exames arquivados em prontuários eletrônicos, por exemplo, somam, em muitos casos, vários gigabytes de conteúdo.

No método convencional, armazenar todo esse material em servidores físicos requer altos investimentos em hardware, além de também aumentar os custos de manutenção.

Já com o cloud computing na saúde, a capacidade de armazenamento pode ser rapidamente ampliada ou reduzida de acordo com a demanda dos usuários.

  1. Favorece a integração de sistemas para otimizar os resultados

Imagine uma rede de clínicas médicas com várias unidades, cada uma com um sistema próprio ou independente. Cruzar os dados de todas elas seria extremamente trabalhoso, além de um processo lento — e tempo é um recurso valiosíssimo na área da saúde.

Com a computação em nuvem, todas essas informações ficam integradas de maneira mais orgânica, podendo ser consultadas de qualquer ponto de acesso autorizado.

  1. Reduz custos sem prejudicar a produtividade

A redução de despesas é a meta de qualquer empresa em qualquer setor. O cloud computing na saúde diminui os gastos ao dispensar, por exemplo, pesados investimentos em estruturas físicas de armazenamento e até ao poupar a energia elétrica que seria necessária para manter tudo em funcionamento.

Quer saber mais? Conheça soluções modernas de tecnologia para a área da saúde!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *